AERÓBICO EM JEJUM E O EFEITO EMAGRECEDOR: COMO OCORRE ESSE PROCESSO DENTRO DO SEU CORPO – Clínica Impacto

AERÓBICO EM JEJUM E O EFEITO EMAGRECEDOR: COMO OCORRE ESSE PROCESSO DENTRO DO SEU CORPO

AERÓBICO EM JEJUM E O EFEITO EMAGRECEDOR: COMO OCORRE ESSE PROCESSO DENTRO DO SEU CORPO

É sabido que a aerobiose estimula a liberação do Hormônio do Crescimento (HGH) e uma das condições orgânicas ideais para tal, é uma baixa glicose sanguínea. Este também possui uma alta ação lipolítica, sendo responsável pelo metabolismo e conversão das gorduras em fonte de energia. Tal aceleração do metabolismo das gorduras se mantém, por algumas poucas horas (total variando de indivíduo para indivíduo). Essa base fisiológica é o que justificou a disseminação da ideia da aerobiose em jejum.

O treino de aerobiose em jejum deve ter uma duração entre 30 – 45 minutos e numa intensidade baixa, garantindo que as gorduras sejam utilizadas como fonte primária de energia, numa faixa entre 60-70% da FCmax (Frequencia Cardiaca Maxima). Uma intensidade mais forte vai levar o organismo a utilizar a glicose que se encontra baixa o que induzirá a liberação de dois hormônios, GLUCAGON (quebrando o glicogênio hepático em forma de glicose e lançando na circulação) e o CORTISOL (produzindo glicose a partir da degradação da proteína muscular) na tentativa de aumentar a glicose circulante e, caso essa suba, vai interferir na liberação do HGH que se está pretendendo! Neste caso da aerobiose em jejum a alimentação não precisa ser logo após o treino como na musculação, ela permite que se espere entre 30 a 60 minutos para a primeira refeição, prolongando assim o tempo de metabolização das gorduras.

Compartilhar

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *